sábado, 5 de dezembro de 2009

Avião anfíbio, a jato, contra incêndios.


A melhor arma para apagar grandes incêndios vem da Rússia, com o BE-200, primeiro jato construído para esta finalidade e já testado em todo o mundo.


No ano de 2004 e 2005 na Itália o BE-200 foi usado para apagar cerca de 100 incêndios, ele fez 700 mergulhos o que dá uma soma de 5,4 milhões de litros de água. E em Portugal em 2006 ele apagou 33 incêndios com 2,389 milhões de litros. Ele chega à marca dos 700 km por hora e o tanque tem a capacidade de vôo de seis horas. Além de apagar incêndios ele pode ser utilizado como busca e salvamento, patrulha costeira, transporte de carga e passageiros" disse o representante da empresa.

A aeronave tem capacidade de armazenamento de 12 toneladas de água, e 1,2 toneladas de retardante (uma substância usada para conter o fogo) por vôo.

Por ser anfíbio, para a captação da água ele pousa em um rio, lago ou mar a 130 km por hora, e em 18 segundos o reservatório está cheio, e na pista de pouso com 15 minutos ele carrega 9 toneladas. Esse processo de pousar na água é chamado de Scoop. Ele é fabricado na Rússia pela Beriv Irkut Corporation, e representado no Brasil pela Mercoshipping Marítima Ltda.

Um comentário:

Edilza Nascimento disse...

Muito interessante. Alguns países como a Austrália têem muita ocorrencia de incêndios, assim como os EUA.
abs
Edilza