sexta-feira, 13 de maio de 2011

Diabetes & Alimentação


Fonte: O Poder Medicinal dos Alimentos. Dr. Jorge Pamplona


Definição: a chamada diabetes “melito” ou diabetes sacarina ou açucarada é um transtorno do metabolismo da glicose que ocorre com bastante frequência nos países ocidentais. Na realidade, esse termo inclui duas doenças cuja característica comum é apresentar um nível elevado de açúcar no sangue:
  • Diabetes tipo I: também chamada diabetes juvenil ou insulinodependente. Devido a uma infecção viral, a uma toxina ou a uma reação auto imune, tudo isso favorecido por uma predisposição hereditária, as células produtoras de insulina no pâncreas são destruídas. Esses diabéticos costumam ser magros e necessitam de que lhes seja administrada insulina desde a infância.
  • Diabetes tipo II: também chamada de diabetes de adulto ou não insulinodependente. Suas causas são desconhecidas, embora se saiba que é favorecida por uma alimentação rica em produtos doces e refinados e pobres em cereais integrais.
Alimentação: os alimentos cujo consumo aqui se recomenda aumentar significativamente para controlar a diabetes e evitar suas complicações. Para isso, é preciso que seu uso se insira em um planejamento dietético estabelecido por um especialista.
Os alimentos cujo consumo se recomenda reduzir ou eliminar têm demonstrado favorecer o aparecimento de diabetes e/ou piorar sua evolução. Um diabético, que simplesmente considere essas recomendações, já tem muito ganho no controle de sua doença.
Aumentar: legumes; verduras; cereais integrais; frutas; frutas secas; alcachofra; aipo; abacate; cebola; champignon; batata; gérmen de trigo.
Reduzir ou eliminar: açúcares; confeitaria refinada; mel; gorduras saturadas; chocolates; marisco; carne; leite; bebidas alcoólicas; sal.