segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Amor sem recompensa. (SR)

Autor:  Sergio L. M. Rocha

Os adultos deveriam aprender a praticar o AMOR como as crianças, ou seja, dá-lo sem se preocupar com as recompensas..

Este tema faz parte das minhas reflexões diárias e nunca me dou por satisfeito com tudo que já aprendi. Um exemplo são os pensamentos e as atitudes das crianças, que me fazem ver que tudo que absorvi até aqui sobre o amor, é muito pouco diante do que há ainda por aprender.

"Quem ama se surpreende quando é amado, por que não cobra nem espera recompensa, É esse o segredo do altruísmo, que vence a vaidade da idade que vai e conquista a temperança da essência que fica." Gabriel Chalita.

Sou como Clarice Lispector, que disse certa vez que havia nascido para três coisas:

Amar os outros, escrever e criar os filhos. E que estas coisas são tão importantes que a vida é curta para tanto, por isso tinha que se apressar, pois o tempo urge e não podia desperdiçar um minuto do tempo da vida que tinha. Dizia ainda que, amar os outros é a única solução individual que conhecia e que niguém estará perdido se der amor e às vezes receber amor em troca.

Por isso me obrigo a amar as pessoas, é o meu exercício diário, seja através dos gestos, seja através das palavras, seja através das atitudes.

A gentileza é uma das grandes atitudes desperdiçadas pelas pessoas, para demonstrar o seu amor pelo próximo e é tão simples.

Entendo que a iniciativa sempre tem que partir de mim, despreocupado se haverá ou não reciprocidade.

2 comentários:

Martinha disse...

Querido amigo Sérgio!

Absorvi, degustei cada palavra deste seu artigo! Que bom quando a gente descobre que ainda tem tempo de aprender a amar sem recompensa!
Estou vivendo ou melhor, aprendendo a viver esta experiência com minha mãe.Parabéns!
Grande abraço!

Marcia disse...

Oiieee Sergio...
Esse é o verdadeiro Amor...Que ñ espera recompensas e fica Feliz pelo simples fato de sentir Amor...
Lindo...
Bjus...