segunda-feira, 16 de junho de 2008

Doutor, labirintite tem cura?

Dra. Roseli Saraiva Moreira Bittar e Prof. Dr. Ricardo Ferreira Bento
Fundação Otorrinolaringologia
http://www.forl.org.br/contato.asp

O que é labirintite?

"Labirintite" é um termo popular, usado geralmente para designar distúrbios relacionados ao nosso equilíbrio e audição. Sendo assim, uma "labirintite" pode significar tontura, vertigens, zumbido, desequilíbrio e varias outras formas de mal estar. Na verdade, o termo correto a ser usado é "labirintopatia", que significa "doença do labirinto".
Nosso ouvido possui dois componentes distintos: a cóclea (ou caracol), que é responsável pela nossa audição e o vestíbulo, que é responsável pelo nosso equilíbrio. Juntos, cóclea e vestíbulo formam o labirinto. O comprometimento desses componetes, individual ou separadamente, vai provocar sintomas como tonturas, desequilíbrio, surdez ou zumbido.
Esses sintomas aparecem porque nosso cérebro recebe informações erradas a respeito da nossa posição no espaço, geradas pelo labirinto doente, e como resultado, temos uma "alucinação de movimento". Essa alucinação pode sugerir que estamos rodando (vertigem), caindo (desequilíbrio), sendo empurrados (desvio de marcha), flutuando (falta de firmeza nos passos) ou ouvindo assobios, motores, etc.(zumbido).
Quais são as causas das doenças do labirinto?
São várias as causas das doenças labirínticas. As vezes tonturas e vertigens podem significar o primeiro sinal de alguma doença importante. Nosso ouvido é um consumidor voraz de energia e depende de suprimento constante de açúcar e oxigênio. Qualquer fator que impeça a chegada ou o consumo adequado desses elementos, é gerador de tontura. O exemplo mais clássico disso é a tontura que acontece após ficarmos muito tempo em jejum.
Entre as inúmeras causas de problemas labirínticos podemos citar:
· doenças pré-existentes como diabetes, hipertensão, reumatismos, etc.
· utilização de drogas que chamamos ototóxicas, como alguns antibióticos e antiinflamatórios que alteram as funções do ouvido.
· alterações bruscas da pressão barométrica, como no mergulho e nos aviões.
· infecções por vírus ou bactérias.
· alterações do metabolismo orgânico.
· doenças próprias do ouvido.
· hábitos, como o excesso de cafeína, tabagismo, álcool ou drogas.
· aterosclerose.
· traumas sonoros.
· problemas de coluna cervical e articulação da mandíbula.
· stress e problemas psicológicos..
· Traumatimos na cabeça.
As crianças podem ter problemas do labirinto?
Sim. Embora todas as causas referidas anteriormente sejam mais freqüentes no adulto, podem ocorrer também na criança.
Você deve consultar um médico otorrinolaringologista, especialista em doenças do labirinto, se o seu filho apresenta dificuldade em participar das brincadeiras que outras crianças da mesma idade realizam com facilidade. A criança com problemas de equilíbrio têm dificuldade para andar de bicicleta, pular amarelinha, pular elástico e qualquer brincadeira que precise de um controle postural mais elaborado.
Dificilmente a criança se queixa de tontura. Geralmente é a mãe que observa as alterações de comportamento, o isolamento da criança dos amiguinhos, dificuldade escolar, embora sua inteligência seja normal.
Como é feito o tratamento das labirintopatias?
O tratamento pode ser dividido em três fases:
· Tratamento dos sintomas.
· Tratamento da causa
· Reabilitação do labirinto.
1. Tratamento dos sintomas
A primeira parte do tratamento consiste em aliviar o sintoma: a tontura.
Para isso, são utilizados medicamentos sedativos bem como repouso quando necessário.
Os medicamentos hoje disponíveis podem ser agrupados em moduladores de fluxo sangüíneo, vasodilatadores, bloqueadores de canais de cálcio, anticonvulsivantes, antidepressivos, etc. Cada uma dessas drogas tem local diferente de atuação, bem como diferentes indicações. Uma droga que funciona muito bem no jovem, pode ser contraindicada no idoso e assim por diante. Nenhum desses medicamentos é isento de efeitos colaterais, portanto não aceite medicação de leigos, procure o seu médico otorrinolaringologista.
O tempo de tratamento vai depender da causa da doença e da sensibilidade individual do paciente.
2. Tratamento da causa
O tratamento da causa é aquele que investiga e trata o problema que gerou a doença do labirinto. O tratamento sintomático produz alívio dos sintomas, mas eles podem voltar se sua etiologia não for tratada.
O tratamento etiológico está baseado na investigação dos fatores de risco, que são os problemas metabólicos, infecciosos, reumáticos e anatômicos. Depois de um interrogatório clínico, onde o médico procura encontrar possíveis causas do problema, poderão ser feitos exames para obter alterações que levem ao sintoma de vertigem ou tontura. Os exames complementares são de audição e equilíbrio, de sangue e radiológicos.
Após confirmação do diagnóstico o médico inicia o tratamento, que pode ser feito pelo otorrinolaringologista ou outro especialista, de acôrdo com o problema apresentado.
3. Reabilitação do labirinto
A reabilitação é o tratamento fisioterápico da tontura, que pode ser utilizado com ou sem uso de medicamentos.
Quando a etiologia da tontura é de difícil controle, como no caso da aterosclerose no idoso, a reabilitação é o tratamento de escolha, apresentando bons resultados em 80% dos casos.
A reabilitação hoje, é considerada a melhor opção no tratamento das labirintopatias em que exista sua indicação. Além de apresentar ótimos reultados, não necessita aparelhos especiais, é de fácil realização e pode ser feita em casa.
Eu posso prevenir o aparecimento das labirintites ou melhorar seus sintomas?
Certamente! O melhor conselho que você pode receber é: TENHA UMA VIDA SAUDÁVEL! Observe alguns aspectos em sua vida e veja de que forma voce pode se ajudar:
1. Evite os maus hábitos. Conforme já vimos, o cigarro, o álcool e o excesso de cafeína podem influenciar negativamente na tontura e no zumbido.
1. Faça exercícios físicos. Está científicamente provado que o exercício bem indicado melhora os níveis de colesterol e triglicérides no sangue, diminui o risco de doenças cardíacas, previne a obesidade e fortalece a musculatura. Voce evita problemas metabólicos e portanto a tontura. A caminhada é a melhor opção.
1. Fracione a sua dieta. Procure alimentar-se a cada três horas, evitando grandes quantidades de comida. O excesso de sal e açúcar não são recomendados. Abuse das frutas, legumes, leite e verduras.
1. Tome muito líquido. São recomendados dois litros de água por dia. A maior filtração renal elimina as toxinas acumuladas pelo organismo.
1. RELAXE. O stress piora qualquer condição orgânica, inclusive a tontura. Procure ter alguns momentos reservados para o seu lazer.
Finalmente, a tontura tem cura?
Se a pergunta for reformulada para: É possível viver sem tontura? A resposta é sim.
Como já comentamos, mesmo que a doença seja de difícil controle, ainda assim é possível viver sem tontura. Com o tratamento adequado o médico especialista (otorrinolaringologista) tem condições de melhorar muito seus sintomas, obtendo a cura clínica da doença.

23 comentários:

amarobezerra@gmail.com disse...

Dra eu tenho tontura a 4 anos já fiz muitos exames e nunca consigo descobrir a causa do problema a ultima vez que fui ao médico fiz exames de sangue e o médico me instruiu a procurar um endocrinologista para tratar de uma pré diabetes estou tomando os remédios direitinho mais continuo tendo crises de tontura eu gostaria de saber onde é o seu consultório e quanto é o valor de uma consulta pois sou assalariado e não tenho convénio médico desde já agradeço a sua tenção e espero a sua resposta Mauro

Sergio Rocha disse...

Amaro,
Neste Blog apenas reproduzimos o artigo da Dra.Roseli Bittar e do DR. Ricardo Bento.

Acesse ao site http://www.forl.org.br/fundacao.asp lá (em fundação ORL) você encontrará os endereços, quem sabe não existe um na sua cidade.
Que você encontre a cura para o seu problema.
Abs

Jéssica disse...

Olá..Dra. eu tenho 20 anos e recentemente tive uma forte crise de labirintite...a médica me disse q a causa seria pq eu teria comido muito doce.Isso realmente tem a ver?Outra pergunta..a depressão pode levar a uma crise de labirintite ?

Lola disse...

Gostaria de saber se eh prejudicial, exercicios físcos para quem sofre de labirintiti

neiva disse...

oi!
tenho labirintite há mais de 10 anos, as vezes tenho cises leves outras mais forte ja tomei vários medicamentos e ate agora não encontei nada que melhorasse apenas alivia , passo o tempo todo tonta, gostaria de saber se existe algum exercicio que eu possa fazer para me ajudar .

Jedson disse...

oi 18 anos ando tendo tonturais fortes isso muinto chato queria saber se tem msm uma cura poq gosto muinto de esporte e asim fica dificil...tanbêm ñ escuto muinto bem isso pode ser a calsa?tem cura doutor?obrigado.

jaja disse...

boa noite dr. peço ajuda meu esta sentindo tontura as vem com vomitos ai vai pra o pronto socorro e la sendo medicado ai fika tudo bem passam remedios pra ele ai vai outro dia volta tudo de novo por favor me ajude o q faço aguardo a resposta anciosa desde ja ja deixo meu muito obrigado meu tel e 021.9666-3330 e meu mail e denisecamilo2010@hotmail.com

Hélio disse...

Gostaria de saber do Dr. se a labirintite causa algum tipo de pânico, mêdo,agonia nas pernas ou nos braços dor de cabeça ou cousa relacionada? pois sinto essas mazelas. Helio Fernando (egohelios@hotmail.com)

ziane disse...

ola Drº tenho 21 anos tenho forte tontura, quando eu estou deitada fico na sensação q estou caindo,tudo que eu com vomito e tenho fortes dor na cabeça.a minha doutora disse q tenho uma veia entupida na cabeça, causada por estresses e nervosismo, e resumindo isso tudo ela disse q minha doença é labirintite, tem possibilidade de ser mesmo labirintite?

Anônimo disse...

por favor tenho tonturas que logo ja ataca o estomago muito ruim fiz exame nao deu labirintite e eu estava bem mal sem remedios agora memso tomando betaserc estou mal fiz exame em outro medico deu labirintite mas estou mal e ele nao deu remedio alegando nao ter cura estranho o que devo fazer....obrigada

rozangela azevedo disse...

dr.eu tenho labinritite a mais de 9 anos vira,e mexe fico tonta,ja fiz exame deu labinrtite preguiçoso,tomo vertix,tenho 80%perda de audiçao o medico disse q atendecia e perder mais,uso aparelho nos dois ouvidos,mas quando eu coloco os aparelhos ,quando e no outro dia o labinritite ataca.fui ao medico ele disse q nunca viu isso acontecer,ai dr vc acha q eu ia mentir .sobre minha saude ,entao fico sem colocar,os aparelho p nao atacar o labirintite .dr espeo uma resposta sua e uma opiniao do meu caso
ate breve

santos disse...

ola.dro(a)eu tenho 62 anos e pela primeira vez tive um vertige,com vomito mais e porque eu estava de barriga cheia ok e a vertige ,com tontura que não conseguia ficar de pe,etodos meus exames teran negativo ,so a gleceride que estava a proximada a 200gostaria de recer qulaquer comentario obrigado. jose dos santos ,acre MSN SANTOS.GATO05@HOTMAIL.COM.

Anônimo disse...

Dra. há, mais de 10 anos que sofro tontura, na minha cidade não tem médico especialista, tenho 60 anos continuo trabalhando e fazendo curso, quando viajo Võo tenho forte crises, que devo fazer para viajar e que não sofra com crises forte,depois da viagem, no vôo graças que nunca senti, vomitando e muitas vezes defecando, cheo a desmair e ficar hospitalizada, muitas vezes quando parece que não tem mais nada para vomitar a tontura passa

Rafaela disse...

oi eu sinto essa tontura depois que ei tirei meu ultimo sente o molar .. mas parece que mundo esta se acabando dou aula n consigo mas .. por pare que eu vou cai..
sera que isso passa ontem fui au medio ele me passou um remedio de labirintite sera que iss
o passa

BLOG DE GISOALVES* disse...

Dr, uma ves eu tomei um tombo, e machuquei a cabeça, fui ao medico e fiseram o tratamente do tombo que levei, fiquei uma nuite no hospital. No outro dia recebir alta quando estava em casa comecei sentir tontura com semssação de surdez, voltei ao hospital e um clinico geral me receitou um medicamento por nome Labirin 16 mg, e cerumim para pingar no ouvido 3 veses ao dia. Ouve uma melhora a surdez disminuiu e a tontura também. Gostaria de saber, se é preciso fazer exame algum exame para saber a causa?
ADALGISO ALVES
e MAI GISO.ALVES@GLOBOMAIL.COM

leide barreto disse...

Dra tenho 37 anos e de um tempo pra cá sinto fortes tonturas e sensação de cabeça vazia sera q estou com labirintite? ja fui no neuro e no otorrino eles me receitaram flunarin mas a tontura persiste

josinha disse...

BOM DIA DRA.
MEU NOME É IJOSENILDA, MORO EM RECIFE/PE E ATUALMENTE ESTOU PASSANDO POR UM PROBLEMA DE TONTURAS CONSTANTES. DEPOIS QUE PASSEI MAL DE MADRUGADA E DESMAIEI, BATI COM A CABEÇA MUITO FORTE, FUI AO MÉDICO, FIX RAIO X ELE DISSE ESTAR TUDO BEM, MAS ÁPOS O FATO TENHO SENTIDO DORES DE CABEÇA E AS TONTURAS. ACHEI SEU BLOG MUITO ESCLARECEDOR!
BEIJOS JOSINHA!

Luiza Caruso disse...

Sou paciente da DRa Roseli Bittar
O consultório dela é em São Paulo e o telefone é o (11)41959190.
Boa sorte para voces todos!

Blog Giso Alves* disse...

Eu tenha essa doença, depois que tomei um pouco a mais de bebidas alcoólicas, mais antes de beber eu sentia zumbido no ouvido, nunca sentia tonturas, depois que bebi,tava meio de fogo, fui virar e cai, bati a cabeça no chão, fui parar no hospital, quando acordei e virava o corpo sentia tontura e ânsia de vomito. desse tempo pra cá nunca mais sentir tontura, mais sinto o ouvido um barulho quando eu aperto abaixo do pescoço, e quando abaixo a cabeça, sinto essa tontura, já fui varias verses no medico mais nunca consegui curar a doença!

juliana disse...

ola Dra.ja me tratei com otorrino, psiquiatra,faço terapia com psicanalista e ainda sim tenho crises constantes de labirintite seguida de fraqueza, angustia e desanimo por favor que eu faço? tem como a senhora me ajudar?
mei email é juliana 01cabral@ Hotmail.com muito obrigada...

Anônimo disse...

TENHO TONTURA MAIS DE UM ANO SINTO MINHA CABEÇA TREMER SEI LÁ UMA SENSAÇÃO PARECE QUE VC VAI CAIR O QUE FAÇO?

Anônimo disse...

Hmm.. it looks like your site ate my first comment (it was
extremely long) so I'll just sum it up what I submitted and say, I'm thoroughly enjoying your blog.
I am also an newbie writer but I'm still new to everything. Do you have any tips for newbie blog writers? I'd really appreciate it.



Thanks and please check out my internet site at commercial vehicle insurance

Sergio Rocha disse...

The first thing to do, dear friend, is to identify yourself to your readers.